sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Kierkegaard, citações



o que é desenvolvido nestas páginas não representa qualquer interesse para aqueles que têm mentes simples, e que, sentindo o fardo da vida de outra forma, Deus quer preservar na sua louvável simplicidade, a simplicidade que não sente necessidade de outro tipo de compreensão, ou, na medida em que essa necessidade é sentida, tende a tornar-se apenas um suspiro sobre a miséria da vida, o suspiro que encontra conforto no pensamento de que a felicidade da vida não consiste em ser uma pessoa de conhecimento. Por outro lado, de facto interessa àquele que pensa que tem o talento e a oportunidade para investigações mais profundas, e pertence-lhe de tal maneira que o impede de virar as mãos sem pensar para a História do Mundo antes de ter em mente que ser um ser humano existente é uma tarefa tão extenuante e, ainda assim, tão natural para cada ser humano que uma pessoa naturalmente a escolhe primeiro e, provavelmente, nela encontra o suficiente com que se ocupar durante uma vida.

Kierkegaard, Postscriptum Conclusivo Não-científico, VII, 141

Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.