Tradução da experiência mental do gato de Schrödinger

Tradução de Die gegenwärtige Situation in der Quantenmechanik, von E. Schrödinger, Oxford. In Die Naturwissenschaften, Novembro de 1935, página 811, §5.

Texto original de Schrödinger - ver aqui;

Tradução inglesa de John D. Trimmer - ver aqui.

Da situação presente na mecânica quântica
São as variáveis realmente imprecisas [verwaschen]?

"Também podemos imaginar casos bastante ridículos. Um gato é trancado dentro de uma câmara de aço, juntamente com o dispositivo seguinte (que devemos preservar da interferência directa do gato): num tubo contador Geiger há uma pequena porção de substância radioactiva, tão pequena que talvez um dos seus átomos decaia no decurso de uma hora,  mas, com igual probabilidade, talvez nenhum decaia; se isso acontecer [um dos átomos decair], o contador libertará uma descarga e accionará um martelo que estilhaçará um pequeno frasco com ácido cianídrico. Se deixarmos todo este sistema isolado durante uma hora, então diremos que o gato ainda vive se entretanto nenhum átomo decaiu. A função do sistema como um todo iria expressar isto contendo em si mesma o gato vivo e o gato morto (desculpem-me a expressão) misturados ou dispostos em partes iguais.

"É típico destes casos que uma indeterminação originalmente confinada ao domínio atómico venha a transformar-se numa indeterminação macroscópica, a qual pode então ser resolvida pela observação directa. Isso previne-nos de tão ingenuamente aceitarmos como válido um "modelo impreciso" para representar a realidade. Em si mesma esta pode não incorporar nada de obscuro ou contraditório. Há uma diferença entre uma fotografia tremida ou desfocada e um instantâneo de nuvens e bancos de nevoeiro."

Tradução de Luís Mendes.



Ver, também, O gato de Schrödinger.

Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.