terça-feira, 18 de setembro de 2012

História e estória do Jesus histórico

A propósito de presépios...


O presépio... um conjunto de imagens que os cristãos acarinham por todo o mundo. Mas o que têm essas imagens de verdade? Isto é, o que é que dessas imagens está presente no Novo Testamento?


Algumas imagens estão realmente presentes no Novo Testamento, mas para surgir a ideia da natividade de Jesus como a representamos hoje, com o burro e o boi, alargada aos reis magos, foram precisos muitos séculos e só a partir do século XIII alguém se haveria de lembrar de realizar um presépio.


Em Lc 2:7 faz-se referência a uma manjedoura, φάτνη. Envolvido em panos, o menino Jesus foi deitado in praesepio, numa manjedoura. É, portanto, desta expressão em latim, in praesepio, que provém o termo presépio em português.


Lucas menciona também pastores e anjos (Lc 2:8-20).


Por sua vez, Mateus 2:1-12 regista a vinda de magos, μάγοι. O termo grego μάγος lê-se mágos, e refere um homem sábio persa, da classe sacerdotal. Mas não há qualquer referência ao seu número nem à possibilidade de serem reis. 

A referência a três reis magos, com os nomes que vieram a ser Gaspar e Melchior, aparece na Excerpta Latina Barbari (página 51v e 52) composta entre o século V e VI. Um outro texto do século VI, A Caverna dos Tesouros (página 40b, col. 2), apresenta nomes bastante diferentes (em siríaco). Um outro tratado do século VIII, traduzido do grego para o latim, Flores ex diversis, enumera os três nomes hoje conhecidos, Melchior, Gaspar e Baltasar (ver aqui).

A imagem do boi e do burro a adorarem Jesus encontra-se num escrito talvez do século VII, a que se chama hoje Evangelho de Pseudo-Mateus (cap. XIV).

Finalmente, foi Francisco de Assis, já no século XIII, fez o primeiro presépio.












Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.