terça-feira, 2 de outubro de 2012

Pequeno trecho do De Anima, de Aristóteles

A propósito de Alma...


415b8-14
ἔστι δὲ ἡ ψυχὴ τοῦ ζῶντος σώματος αἰτία καὶ ἀρχή. ταῦτα δὲ πολλαχῶς λέγεται, ὁμοίως δ' ἡ ψυχὴ κατὰ τοὺς διωρισμένους τρόπους τρεῖς αἰτία· καὶ γὰρ ὅθεν ἡ κίνησις καὶ οὗ ἕνεκα καὶ ὡς ἡ οὐσία τῶν ἐμψύχων σωμάτων ἡ ψυχὴ αἰτία. ὅτι μὲν οὖν ὡς οὐσία, δῆλον· τὸ γὰρ αἴτιον τοῦ εἶναι πᾶσιν ἡ οὐσία, τὸ δὲ ζῆν τοῖς ζῶσι τὸ εἶναί ἐστιν, αἰτία δὲ καὶ ἀρχὴ τούτου ἡ ψυχή. ἔτι τοῦ δυνάμει ὄντος λόγος ἡ ἐντελέχεια. φανερὸν δ' ὡς καὶ οὗ ἕνεκεν ἡ ψυχὴ αἰτία·


Mas a alma é a causa e o princípio do corpo vivo (ζῶντος). Mas isto diz-se de muitas maneiras, tal como a alma é dita causa por três modos distintos. Com efeito, a alma é causa no sentido do ‘de onde vem’ o movimento, do ‘em vista do que’ e como a ‘coisa própria’ (οὐσία) dos corpos animados (ἐμψύχων). De facto, que é como ‘coisa própria’, é evidente. Com efeito, a ‘coisa própria’ é a causa de ser de tudo, o viver é o ser dos viventes, e a alma é a causa e o princípio dele [i.e., do viver]. Além disso, o ‘ter-se-em-completo’ (ἐντελέχεια) é o sentido daquilo que é poder-ser. E é manifesto que a alma também é causa como ‘em vista do que’.


Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.