sexta-feira, 25 de maio de 2012

Debate Craig & Atkins


A propósito da existência de Deus.

Debatem-se aqui as evidências da existência de Deus, e as evidências contra a existência de Deus. Muito interessante.

 Devo dizer que, como ateu, admito que Craig se manteve a um nível acima de Atkins, o qual não foi capaz de rebater os argumentos do crente de forma convincente.


 



 O que me parece evidente é que o Crente continuará a encontrar evidências de Deus onde o Ateu encontra evidências da desnecessidade, ou mesmo evidências da não existência de Deus.

 Mas, no final, ainda que tudo prove, e seja de facto provado, de algum modo empírico, lógico, válido e sólido que não posso imaginar qual seja, que Deus não existe, ainda assim Deus pode existir. Porque, precisamente, Deus estará acima de toda a nossa vã lógica e capacidade de compreender. Mas uma teoria científica ficará inválida e não pode mais ser aceite se for contradita em testes.

Portanto, mesmo que seja humanamente possível provar a inexistência de Deus, o crente pode muito bem afirmar que Deus está além e acima de qualquer prova. Isto mostra uma coisa apenas: que a religião pode estar sempre certa, apesar de toda a evidência, ao contrário da ciência que poderá estar errada. Ou seja, a Religião não é, de facto, uma teoria científica, e por isso é também legítimo perguntar se será legítimo pretender discutir religião como se se tratasse de uma teoria científica.

 Craig toca este ponto: podemos afastar-nos de tal modo em argumentos sofisticados, que na verdade perdemo-nos para o mais importante.


De qualquer forma, apesar de ateu, parece-me inadequado abordar a questão da existência de Deus como se Deus se tratasse de um ente entre outros, como se Deus fosse dotado do mesmo modo de ser que um ente intramundano.

Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.