sexta-feira, 17 de julho de 2015

Nietzsche e "O Cristão"

A propósito da categoria nietzscheana de o cristão...

Como se sabe, Nietzsche passou o tempo a escrever contra uma criatura a que chamava o cristão. Acontece, porém, que é preciso atentar a que categoria Nietzsche se está a referir. O que pretende ele dizer quando fala de o cristão?

Quando Nietzsche se refere ao cristão, normalmente, refere-se a um determinado tipo de humano que não põe em acto aquilo que diz ser.

Ou seja, para Nietzsche, o oposto de ser cristão significa exercer uma prática continuada de um determinado juízo de valor.


Assim, o que Nietzsche está a dizer é que aqueles sujeitos que normalmente se dizem cristãos não são autenticamente cristãos. Não são autenticamente coisa nenhuma: são uma ilusão para si mesmos pois, na medida em que se julgam já cristãos, não só não fazem por vir a ser cristãos, como não fazem por vir a ser autenticamente o que quer que seja. Só é autêntico aquele em que o juízo de valor se torne acto. E o cristão é aquele que fala, discursa, dá sermões ou reza missas, mas não é cristão.

O cristão de Nietzsche é aquele que não é quem pensa ser; pensa ser algo que não é; julga-se a si mesmo em conformidade a um ideal do qual não tem nada.


Neste sentido, Nietzsche não difere de Kierkegaard: assim como Kierkegaard distingue entre a Cristandade e o Cristianismo, Nietzsche distingue entre o cristão e o cristão autêntico.


a palavra «cristianismo» já é um equívoco: no fundo, houve apenas um cristão, e esse morreu na cruz. [...] É falso até ao absurdo ver numa dada «crença», porventura a crença na redenção por Cristo, o distintivo do cristão: somente a prática cristã, uma vida tal como a viveu aquele que morreu na cruz, é que é cristianismo... Ainda hoje, uma vida semelhante é possível, para certas pessoas até é necessária: o cristianismo autêntico, originário, será possível em todas as épocas. Não um crer, mas um fazer, ...

Nietzsche, O Anticristo, §39

Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.