quarta-feira, 6 de março de 2013

Há ignorância militante?

A propósito de ignorância...

Depende do que se quer dizer com as palavras. Parece haver uma certa ignorância ingénua - que se caracteriza pelo embarque nas determinações imediatas. Segundo Pascal, o progresso do conhecimento vai daí ao outro extremo, a ignorância daqueles que, tendo percorrido as várias áreas do conhecimento, percebem que nunca se sai da ignorância. Podemos chamar-lhe douta ignorância, que também poderá ter várias formas, desde a suspensão indagatória, ao cepticismo pirrónico... Pelo meio há a ignorância - nos seus diversos níveis - daqueles que, tendo percebido a ignorância inicial, enveredaram pela procura do conhecimento, procedendo a revisões, de tal modo que, a cada vez, julgam ter-se lançado a um patamar de evidência. Esta parece ser a pior ignorância, pois nem é ingénua, nem é douta... 

Depois há outro problema que é o de nunca se estar em condições de se saber exactamente em que ponto da escala se está. Quer dizer, teríamos de já ter percorrido toda a escala, mas para sabermos isso teríamos de estar fora da escala. Assim, na verdade, nunca sabemos a que distância estamos de cada uma das extremidades. Por outro lado, parece-me evidente que Aristóteles tem razão quando diz que "todos os humanos estão numa tensão natural para ver" (é o que está no grego). Alguns tentaram dizer que é possível curto-circuitar esta tensão - mas, naturalmente, nunca se é indiferente a querer ver e, em princípio, reconhecer a ignorância pressiona para se sair dela. 

Quem não tem o hábito de se informar é porque supõe saber o decisivo sobre a vida. Quer dizer, quem não quer saber de Filosofia, pressupõe que já sabe o suficiente sobre isso: que isso não aquece nem arrefece. Em certo sentido, ninguém é militantemente ignorante - quando muito pode considerar que é impossível conhecer (isto é, saber se a situação em que de cada vez se encontra é um erro) e então suspender o juízo. Mas mesmo aí não se deseja ser ignorante. Portanto, num certo sentido, não há ignorância acomodada: as pessoas acomodam-se quando assumem saber o decisivo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.