domingo, 23 de agosto de 2009

O espírito do portuga

A propósito de Albufeira, o portuga...

O portuga é naturalmente crente no destino.

Fatum: o fado.

O portuga está certo da incerteza do seu destino. Mas, como com tantos outros conceitos, o portuga relaciona-se com o destino de uma forma peculiar.

Para o portuga o facto de não sabermos que uma arriba nos vai cair em cima significa que ela não vai cair. Mesmo depois da tragédia que ocorreu, é possível encontrar muitos portugas a dormir à sombra das arribas que ostentam avisos como o que ficou enterrado na dita tragédia.

"A verdade é que podemos estar em casa e cair-nos um avião em cima", afirma alguém à sombra de uma arriba.

Na verdade este é o espírito do portuga presto em abandalhar os velhos do Restelo. Poderemos dizer que este é o mesmo espírito que nos lançou da Europa aos confins do mundo abrir novos mundos ao mundo. Ou não?

Bem, talvez seja necessário que uma pessoa tenha uma boa dose de aventurismo. Neste mundo, os velhos do Restelo, não morrem de velhice: mas ficam velhos mais cedo.

Por outro lado, a capacidade de prever o futuro (e seria interessante discutir esta noção), embora não nos revele o fatum de cada um, permite-nos visar um objectivo, um destino para a nossa viagem), permite-nos preparar as armas e as bagagens necessárias à viagem, permite-nos então precavermo-nos para aqueles perigos que podemos prever.

Ou seja, não estou a contradizer aquele que afirma que, mesmo em casa, nos pode cair um avião em cima. Isso é uma possibilidade. Estou apenas a dizer: já que há tantos perigos que nos apanham de surpresa, pelo menos tenhamos a conveniência de nos precavermos daqueles de que estamos prevenidos.

2 comentários:

  1. Mas porque é que o portuga se há-de precaver de lhe cair uma arriba em cima se, no final de contas, a culpa é do Sr. Ministro??...(e nunca do portuga que ignorou as placas e saltou a vedação!!!)

    ResponderEliminar
  2. Claro... tudo isso é bem portuga... o portuga deita sempre as culpas para o outro (ou para os misteriosos "eles")...

    ResponderEliminar

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.