segunda-feira, 19 de maio de 2014

A Instalação do Medo, de Rui Zink

A propósito de ZINK, R., A Instalação do Medo...

Zink, Rui, A Instalação do Medo... é um livro interessante que vale a pena ler.

Explora o medo, como o nome indica, nas sociedades contemporâneas.

Provavelmente, desde que o homem é homem que tem medo de alguma coisa... Há medos mais ou menos radicais, supérfluos, profundos ou superficiais... desde os antiquíssimos medos às feras, à escuridão, à morte, à dor, à violação, ao abandono, medos que são tão antigos quanto o sangue humano, até ao medo incutido, artificialmente, pelas estruturas de poder, pelas instituições, pelos homens uns aos outros... Há medos para todos os gostos.

A Instalação do Medo - põe às claras uma hipótese bastante incisiva: o modo como, nas sociedades contemporâneas, altamente tecnológicas e economicizadas, os poderes usam e abusam do medo para controlar os cidadãos corre o perigo - mais do que de criar uma sociedade sem vontade, sem estrutura dorsal - corre o perigo de criar uma sociedade psicopata. Literalmente psicopata.

A linguagem da economia e das finanças, das dívidas, da austeridade, da necessidade, da subjugação da humanidade à moeda não corre apenas o perigo de criar um mundo pobre, cão, injusto. Corre o perigo de criar um mundo psicopata. Não apenas um mundo desumano. Mas sim um mundo desumano psicopata.

Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.