sexta-feira, 10 de maio de 2013

Você é Nazi???

A propósito de ser nazi...



Quer saber se pensa como um nazi? Faça o teste seguinte:

#. Imagine que o mundo vai sofrer uma grande catástrofe e apenas se poderão salvar 200.000 em abrigos especiais. Quem deveria ser colocado lá para preservar a espécie humana? Escolha uma das 4 hipóteses seguinte, e apenas uma:

#1. Seleccionar as pessoas com base num ou em vários dos seguintes critérios: pessoas com mais Q.I.; pessoas com boa compleição física em geral ou especificamente avaliada com base em critérios científicos; pessoas que ocupem cargos de liderança política (ou outra); pessoas com código genético saudável e que ofereça condições privilegiada de reprodução e sobrevivência; pessoas que detenham conhecimento privilegiado em áreas chave, como seja a ciência, a agricultura, a medicina ou outras que possam, expectavelmente, ser de grande utilidade para a sobrevivência; pessoas que possam pagar uma certa quantia estipulada, bastante elevada.

#2. Seleccionar boas famílias e jovens sem antecedentes criminais nem passado de violência, que tenham provas dadas no capítulo da boa integração social e que sejam elementos fundamentais da comunidade em que estão inseridos.

#3. Não sei nem me sinto habilitado a tomar esse tipo de decisão. Deixaria que os responsáveis políticos e as pessoas mais habilitadas tomassem essa decisão.

#4. Nenhuma das respostas anteriores me parece adequada à situação.

Agora procure o significado da sua escolha nos números seguintes.

»1. Você deu o tipo de resposta idêntico à que seria dada por um membro das SS. Parabéns, é provável que você fosse um dirigente nazi.

»2. Você deu o tipo de resposta idêntico à que seria dada por um membro das SA. Parabéns, é provável que você fosse um membro regular do partido nazi.

»3. Você deu o tipo de resposta idêntico à que seria dada por um funcionário da administração do Estado ou do aparelho do Partido Nazi. Parabéns, é provável que você fosse um funcionário com uma bela carreira na burocracia nazi.

»4. Se você discorda das respostas #1, #2 e #3, muito provavelmente já estaria fuzilado quando começaram a meter judeus em vagões. Não acha melhor repensar e escolher uma das 3 respostas anteriores?

$1. Sim, eu não estava a ver bem a coisa. De facto, é melhor.

$2. Não.

Agora procure o significado da sua escolha nos números seguintes.

«1. Você deu uma resposta idêntica à que seria dada pelos responsáveis das Igrejas, protestante e católica, na Alemanha. Parabéns, muito provavelmente você seria um Bispo.

«2. Você é teimoso, não aprende mesmo. Não vê que com esse tipo de atitude você vai acabar sendo morto?


---   ---   ---   ---                                     ---   ---   ---   ---

Quer saber se pensa como um nazi? Faça o teste seguinte:

#. Está a assistir a um filme em que um grupo de personagens tenta desesperadamente salvar-se. Você sabe que a maioria deles não vai chegar ao fim. Um amigo seu, com quem está a ver o filme, diz-lhe que na cena que está a começar um dos personagens vai morrer. Quem é que você acha que deveria morrer primeiro?

#1. O preto, o burro, a prostituta, ou qualquer outro personagem "cómico" e distraído, rebelde ou estranho que está sempre a irritar toda a gente.

#2. Aquele que parece ser o protagonista ou a sua namorada.

#3. Tanto lhe faz. É só um filme.

#4. Aposta que o argumentista vai poupar o protagonista e a sua namorada. Diz isso ao seu amigo para mostrar que você percebe como o filme funciona.

Agora procure o significado da sua escolha nos números seguintes.

»1. Você ainda está cheio de preconceitos, mas não é nada grave. Há esperança que a educação possa fazer alguma coisa por si. Parabéns, é provável que você fosse um membro regular do partido nazi.

»2. Você ainda está a viver uma utopia socialista. Mas não é nada grave. Provavelmente já escreveu artigos a pedir a morte dos burgueses, mas em breve estará a pedir a morte dos párias sociais como os vagabundos, assassinos ou desequilibrados. Parabéns, é provável que você fosse um jornalista ou colonista alinhado com o regime nazi.

»3. Você ainda não percebeu as regras do jogo, passe para a segunda parte do exercício.

»4. Você é perspicaz. É muito provável que ocupasse um lugar de destaque na República de Weimar (o regime democrático anterior ao III Reich). Muito provavelmente, você tentaria estabelecer uma coligação ou um acordo com Hitler, e talvez conseguisse chegar ao poder. Você tem, provavelmente, boas intenções e pretende "controlar" esse desvairado. Mas tenho más notícias para si: com isso você apenas lhe vai entregar o poder nas mãos.

-- Segunda parte --

Pensei que já lhe tivesse dito que você vai acabar sendo morto. Agora tome muita atenção se não quer ser enforcado: de repente, você se lembra de que o início do filme fez notar que a história se baseia em factos reais. E agora, quem é que vai chegar ao fim?

$1. O mais inteligente. No mundo real, é sempre o mais inteligente que acaba por sobreviver.

$2. O mais forte. No mundo real, é sempre o mais forte que acaba por sobreviver.

$3. Ou todos ou ninguém. No mundo real só a união faz a força.

$4. Você acha que há algo de errado com a pergunta. Na verdade, você acha que o teste está mal formulado.

Agora procure o significado da sua escolha nos números seguintes.

«1. Você deu o tipo de resposta idêntico à que seria dada por um membro das SS. Parabéns, é provável que você fosse um intelectual.

«2. Você deu o tipo de resposta idêntico à que seria dada por um membro do exército. Parabéns, é provável que você fosse um oficial das forças armadas nazis.

«3. Você vai longe neste jogo. Parabéns, você poderia ter pertencido ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, ou, quem sabe, à própria propaganda Nazi. Continue a fazer escolhas eficientes e irá longe na vida. I mean it.

«4. Você já está só a fazer isto por mal. Mas olhe que nem Sócrates nem Jesus acabaram muito bem na vida! Se fosse eu a si começava a fazer pela vida. Não espere que o sucesso venha ter consigo sozinho. Na próxima pergunta espero que seja mais colaborativo.



-------------------------------------

*. Se chegou até este ponto do teste sem ter sido chamado nazi, então é provável que você não tivesse sido um dos 17 milhões que em 1933 votou em Hitler. Em compensação, as suas hipóteses de sobrevivência estão seriamente diminuídas. Vamos agora proceder à última questão e esperemos que seja sincero. Nesta questão pedimos-lhe que se imagine a passar pelas mesmas dificuldades que o povo alemão passou quando Hitler apareceu a propor-se como salvador:

?. Imagine que você está num país assolado por várias crises sucessivas. O seu país praticamente perdeu a soberania, o desemprego é assustador, a crença na democracia decresce a um ritmo galopante. Há eleições. Em que circunstâncias você estaria disposto a considerar que o partido vencedor deveria ser bem acolhido pela população?

?1. Eu estaria disposto a acolher um Governo que, de facto, conseguisse acabar com o desemprego.

?2. Eu estaria disposto a acolher um Governo que, de facto, conseguisse repor a soberania nacional.

?3. Eu estaria disposto a acolher um Governo que, de facto, conseguisse vingar-se perante os países estrangeiros que ousaram diminuir a nossa soberania.

?4. Eu penso que as respostas anteriores têm algo de errado.

Agora procure o significado da sua escolha nos números seguintes.

»1. Você deu o tipo de resposta idêntico à que foi dada pela maioria da população da Alemanha Nazi quando Hitler conseguiu o pleno emprego (dando emprego para toda a gente). Parabéns, você seria um bom cidadão nazi.

»2. Você deu o tipo de resposta idêntico à que foi dada por uma grande parte da população da Alemanha Nazi quando Hitler saiu da Sociedade das Nações e deixou de sujeitar-se à vontade das potências vencedoras da Primeira Guerra Mundial. Parabéns, você seria um bom cidadão nazi.

»3. Você deu o tipo de resposta idêntico à que foi dada por uma parte da população da Alemanha Nazi quando Hitler começou a atingir os interesses e os territórios das potências que haviam vencido a Alemanha na Guerra anterior. Parabéns, você seria um bom cidadão nazi.

»4. Se você, além de pensar isso, agisse em conformidade, então encontraria muitas dificuldades na vida. Imagine, agora, que você é um pai (pai ou mãe) de família. Você tem filhos para criar, para os quais deseja garantir um futuro. Lembre-se que da forma como se comportar resultarão consequências para si, para a sua esposa (ou esposo), e para os seus filhos, no presente e no futuro na sociedade nazi que está forte, pujante, rica, cheia de trabalho, emprego e dinheiro. Há imensas oportunidades que todos os dias lhe são oferecidas. Mas note que, em geral, essas oportunidades estão dependentes de um juramento: para aceitar uma boa oportunidade de emprego e um bom ordenado, você apenas tem de jurar fidelidade a Hitler - e depois, obviamente, cumprir com as funções que lhe serão assignadas.

$1. Bem, tenho de concordar que precisaria de um trabalho. Aceitaria fazer o juramento, mas apenas porque teria de cuidar dos meus filhos.

$2. Eu jamais aceitaria jurar fidelidade a Hitler.

Agora procure o significado da sua escolha nos números seguintes.

«1. Parabéns, você faz parte dos chamados "emigrantes interiores", aqueles que afirmam sempre terem sido, interiormente, opositores ao regime, mas que na prática ocuparam os mais variados cargos fazendo viver a máquina de extermínio. Você é, na verdade, um bom nazi - um dos muitos que mataram milhões sempre com boa consciência porque sempre disseram a si mesmos que, no seu íntimo, não concordavam com o que faziam.

«2. Você deve estar a brincar. Você quer que acreditemos que estaria disposto a abdicar de ter qualquer carreira, que estaria disposto a arriscar ficar sem comida para dar aos seus filhos, a deitar para o lixo qualquer possibilidade de um bom futuro para eles??? Bem, se você está a falar sério, então me diga uma coisa:

#1. Você seria daqueles que esperaria um momento certo para matar Hitler?, ou você simplesmente se recusaria a fazer aquilo que lhe mandassem sempre que isso fosse contra a sua ética?

&1. Você esperaria o momento certo?? Vê, você está na pele da resistência que, primeiro, não quis avançar porque o assassínio de Hitler seria muito impopular: matar o homem que acabou com a inflação e deu emprego a todos não é um movimento politicamente interessante. Depois, quando as derrotas começaram, também não quis avançar porque isso iria ser igualmente impopular: uma "facada nas costas" nunca fica bem no currículo de ninguém! Não me diga que você está a pensar em deixar uma bomba junto de Ηitler e esperar para ver? Esqueça: com isso você estará dependente da sorte, pode sempre acontecer que a bomba não o apanhe. Na verdade, o mais provável é que você seja um daqueles que gramou Hitler até ao fim sempre esperando pelo momento certo... Parabéns, muito provavelmente você seria um general do exército!

&2. Você se recusaria a fazer o que lhe mandassem??? Bem, até posso acreditar que você tivesse coragem de recusar dar um tiro na cabeça de um judeu, e por isso seria posto numa função inferior, sujeito a um processo disciplinar. E, muito provavelmente, essa seria uma lição valiosa: você iria aprender a prezar a sua carreira quando pessoas que você consideraria muito inferiores começassem a mandar em si, você tivesse muito menos dinheiro para levar para casa - talvez o seu próprio filho lhe começasse a fazer perguntas estranhas e você passasse a ter medo da própria sombra... Mas, por outro lado, se você teve a paciência de fazer este teste até ao fim, você parece ser suficientemente colaborativo para que se possa concluir que, muito provavelmente, você, mais tarde ou mais cedo, acabaria integrado na máquina do regime. Mas não se preocupe, você seria um entre muitos - e apenas um punhado de pessoas de facto recusou participar naquilo que nós hoje dizemos ter sido inominável... e, se lhe serve de consolação, a maioria ou fugiu do país, ou acabou fuzilado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

discutindo filosofia...

Creative Commons License
Os textos publicados neste blog por luisffmendes estão sob uma licença Creative Commons

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.